.
Pousadas, Hotéis e Agências de Viagem do Rio de Janeiro

Jardim Zoológico 
Diversão na fauna carioca



Situado na Quinta da Boa Vista, o mais antigo jardim zoológico do Brasil encanta o público carioca.

Além da importante preservação da fauna nacional, trata-se de um complexo de lazer que une educação ambiental e responsabilidade social. É um programa divertido, para todas as idades, de alto significado sócio-cultural... Todos os motivos para ninguém deixar de conhecer.

Entrando no Jardim Zoológico, encontra-se, num primeiro momento, uma espécie de caverna, a Casa Noturna, habitada pelas mais exóticas cobras, aranhas e morcegos. Após conhecê-la, o visitante pode se dirigir à alameda principal, cercada de araras, muitas das quais estão ameaçadas de extinção. Ao lado delas, há uma área destinada aos macacos, micos, orangotangos e chimpanzés, que encantam os turistas com suas graças. 

Um dos chimpanzés mais famosos no cenário nacional foi o Macaco Tião, que morreu em 1996, aos 34 anos. Muito querido pelos que freqüentavam o local, o animal possuía um lugar destinado exclusivamente a ele no Jardim Zoológico. Houve uma sátira feita por humoristas nacionais, que o levaram à candidatura para prefeitura da cidade. Apesar de não ser um candidato reconhecido oficialmente, o famoso chimpanzé ficou em 3o lugar. Decerto, o TRE considerou os votos como nulos, mas o fato não deixou de representar uma manifestação crítica dos cariocas de indignação diante do cenário político na época.

Prosseguindo à ala dos macacos, é possível chegar na área dos felinos (tigres, onças e panteras) e leões, que atraem a atenção do público. Percorrendo o caminho, é possível encontrar lanchonetes e sorveterias. Há também um zooparquinho, destinado ao público infantil, localizado próximo a lhamas, avestruzes, dromedários, camelos, elefante e à famosa girafa adotada pela rede de restaurantes Giraffas. A Fundação Riozoo – responsável pelo Jardim Zoológico – realiza parcerias com marcas famosas que “adotam” animais, divulgando sua marca e ajudando a fundação na manutenção dos animais. 

Outra atração - além de muitos outros viveiros de lindas aves como os tucanos e outras espécies raras - é o Viveirão, onde os pássaros ficam livres enquanto os visitantes passeiam pela área que os cerca. Próximo a ele, encontram-se alguns lagos que abrigam jacarés, hipopótamos ou tartarugas, e outros de água mais límpida, destinada a garças, gansos, patos e cisnes.

O Jardim Zoológico conta ainda com simulações de desertos rochosos destinados aos audades, sem falar nos espaços que abrigam veados, lobos e tamanduás. Conhecer cada recanto também implica passeios por caminhos paisagísticos, que remontam o visitante ao habitat de cada animal. 

Uma atração também muito visitada é a Fazendinha, onde animais domésticos típicos de fazendas se concentram em torno de uma cerca, num cenário típico de chácaras e granjas.

Entre um cenário e outro, o visitante encontra algum detalhe que torna o Jardim Zoológico ainda mais especial: estátuas, guias explicativos sobre os animais dispostos ao longo do parque, cabines telefônicas que simulam algum animal...

No passeio, encontra-se ainda um berçário animal, o museu da fauna e uma loja da Fundação Riozoo. 

O ingresso ao Jardim Zoológico também é válido para a Passarela da Fauna, a 2a parte do passeio. Saindo do Jardim Zoológico, está situada próxima a ele uma área de expansão. Atravessando-a, observa-se um riacho em torno do qual vivem cervos, emas, antas e capivaras. Terminada a travessia, encontra-se um aquário. Próximo a ele, habitam pingüins e lontras marinhas.

Antes da saída, há ainda praças muito arborizadas, “tapetes” de formigueiros e um espaço de lazer e lanches com uma melhor estrutura, visto que o projeto é mais recente (2004).

Visitar o Jardim Zoológico é muito comum entre crianças, posto que escolas organizam freqüentemente excursões. Mas este passeio agrada a todas as idades...reviva sua infância ou descubra a paixão pelos bichos numa agradável tarde em São Cristóvão. 

Um pouco antes da visita, vale a pena dar uma volta na Quinta da Boa Vista, situada ao lado. A antiga residência da família real se transformou em parque público, mas deixou as marcas de romantismo e sofisticação da época em grutas, lagos, bustos e jardins. Encante-se com toda a harmonia que esse cantinho da zona norte do Rio transmite!



 

Fotos por:
Diogo Albrecht
(redacao@viagem10.com.br)


Atenção: 
Proibida a reprodução integral ou parcial de textos e imagens, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo 
que citada a fonte.
.


Passeios:
.




Publicidade:

 

.

eXTReMe Tracker